HÉRNIA DE DISCO

   Os discos intervertebrais separam cada uma das vértebras da coluna, permitindo o movimento e conferindo estabilidade entre elas. O disco é formado por um anel fibroso e um núcleo de tecido mais mole. Quando há uma degeneração do disco, o anel fibroso pode romper, havendo extravasamento do material interno do disco. Esse processo configura a hérnia discal. A dor lombar provém do desgaste e instabilidade. E quando esse fragmento herniado comprime os nervos que passam logo atrás dos discos, pode haver dor irradiada para o membro correspondente, bem como dormência, formigamento, queimação ou outros sintomas neurológicos. Na maioria das vezes, o tratamento da hérnia de disco pode ser conservador.