A ideia principal da cirurgia endoscópica é realizar por vídeo a mesma descompressão que antes só se conseguia através de cirurgia aberta. Através de incisão milimétrica na pele, pode-se retirar uma hérnia de disco, realizar descompressão dos nervos e ampliar o canal vertebral. Por ser verdadeiramente uma técnica de mínima invasão, praticamente não há danos estruturais à coluna vertebral e, desta forma, geralmente não há necessidade de fixação com implantes.

 

   Comparada à artrodese, que é a cirurgia mais frequentemente realizada em casos de doença discal lombar, as principais vantagens da videocirurgia de coluna são:

 

  • Incisão mínima na pele

 

  • Sem descolamento e sem denervação muscular.

 

  • Procedimento mais rápido.

 

  • Sangramento mínimo.

 

  • Menos dor pós-operatória.

 

  • Alta hospitalar em poucas horas.

 

  • Retorno mais rápido ao trabalho.

 

  • Baixíssima taxa de infecção.

 

  • Menor risco e menor gravidade de complicações.

 

  • Em alguns casos, é realizada sob anestesia local e sedação, não necessitando de anestesia geral.

 

  • Nos casos sob anestesia local, há possibilidade de conversar com o paciente durante a cirurgia, obtendo respostas imediatas sobre a eficácia da descompressão realizada.

 

  • Segurança anestésica e baixíssima agressividade permitem beneficiar mesmo pacientes clinicamente debilitados, que não suportariam um procedimento convencional aberto.

HÉRNIA DISCAL CENTRAL VIA TRANSFORAMINAL

CURSO REALIZADO

PARTICIPAÇÃO NO SEM CENSURA

VÍDEO HÉRNIA TORÁCICA

ACESSO ENDOSCÓPICO LOMBAR TRANSFORAMINAL

VÍDEO DE HÉRNIA TORÁCICA

HÉRNIA DISCAL MIGRADA, DETALHES DO ACESSO TRANSFORAMINAL